Método de trabalho

Por Admilson Almeida

Muitas pessoas perguntam como funciona o processo para criar uma ilustração. Afinal de contas, na maioria das vezes, não se trata apenas de sair rabiscando o que vem na cabeça e chegar a um resultado extraordinário. As ilustrações quase sempre vem acompanhadas de um cliente, e temos que chegar ao resultado que ele espera.

A primeira coisa a se levar em conta é que cada profissional trabalha de maneira diferente, usando suportes e materiais diversos.

Nessa página está o meu modo de trabalhar, que pode não ser o mais sofisticado nem o mais bonito, mas que considero bacana para obter bons resultados.

Então vamos ao processo:

1 – Contato com o cliente

O primeiro passo é dado pelo próprio cliente, entrando em contato por e-mail, telefone, Twitter, Facebook ou preenchendo o formulário de contato no site. Não se preocupe. O contato inicial não gera nenhuma obrigação. Serve para cliente e profissional se conhecerem e baterem um papo sobre o projeto que pretendem iniciar.

2 – Definição do trabalho

No primeiro contato e nos subsequentes, conseguimos definir qual o tipo de desenho, o estilo a ser adotado, e alguns detalhes que o cliente gostaria que estivesse presente na ilustração. Também são apresentados os custos de produção e de cessão de uso da imagem (no caso de veiculação em alguma mídia).

A partir daí, são feitos alguns esboços, para que o cliente possa analisar as opções (Figura 1).

Rascunhos

Figura 1

Como mostrado no exemplo acima, o cliente solicitou uma ilustração de um careca socando um cara qualquer (Acesse o blog para entender).

Ele  havia enviado uma ilustração como modelo, que pertencia a outro ilustrador, e quis fazer uma personalizada para não ter problemas com direitos autorais.

3 – Rascunho final

Com base nos rascunhos rápidos analisados pelo cliente, montamos um outro rascunho, com todas as alterações solicitadas.

No exemplo, o cliente havia gostado da cara do “socado” do rascunho 2 e da posição e expressão do “socante” do rascunho 4. Então a solução foi girar os dois um pouco para a esquerda, como vemos na Figura 2.

Rascunho inicial

Figura 2

4 – Esboço base

Após aprovado o rascunho que servirá de modelo para a ilustração, passamos para o esboço base, já com o traçado mais definido e com composição de luz e sombra, para se ter uma idéia mais próxima do produto final (Figura 3).

Esboço base

Figura 3

5 – Arte-final

Aprovado o esboço base, partimos para a arte final do desenho, que é cobrir o traçado da ilustração com tinta nanquim, ou materiais similares (também pode ser feito no computador), de forma que o contorno e os detalhes escuros fiquem definidos. Geralmente é feito na cor preta, como na Figura 4.

Soco no Pancreas - arte-final

Figura 4

6 – Colorização

Como disse no começo, cada profissional trabalha da sua maneira. Eu prefiro realizar essa fase de colocar cor no desenho toda no computador. Para isso pode-se utilizar o Photoshop, programa mais conhecido para edição de imagens, ou algum programa similar, como é o caso aqui, onde utilizei o Paint Tool SAI.

Divido a colorização em outras três fases: colocação da cor base; luz e sombra e; detalhamento.

Ao final do processo, temos um resultado parecido com o da Figura 5.

Soco no Pâncreas - final

Figura 5

Confira a aplicação da ilustração no blog do cliente.

Espero que tenham gostado desse passo-a-passo. Dúvidas, sugestões ou comentários, utilizem o espaço abaixo.

Obrigado pela visita!

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *