Todo mundo sabe (ou não) que ilustradores e escritores rabiscam coisas o tempo todo. As idéias ficam pipocando na cabeça, e para não perdê-las anotamos tudo em qualquer pedaço de papel. Tudo bem que na maioria das vezes perdemos essas anotações, mas o que vale é a intenção.

Mas outras vezes conseguimos salvar algumas, e é essa a proposta desse post: mostrar de onde e com que cara surgem as idéias, mesmo que não cheguem a um final feliz.

Obrigado pela visita!